Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

“Terra patrum”, pátria, país, é o território dos pais, dos antepassados. Terra Mãe. Em uma de suas odes, Horácio, poeta lírico, conclama e Regina Spektor, compositora russa radicada nos Estados Unidos, canta: “Dulce et decorum est pro patria mori”, é doce e honroso morrer pela pátria.

Terra natal, ou cidade natal, é o lugar onde ocorreu o nascimento. Jesus nasceu em Belém, mas era conhecido como o Nazareno, ou o Galileu. Paulo de Tarso, na atual Turquia, era também cidadão romano. Aristóteles, o Estagirita, era de Estagira, antiga cidade da Macedônia, hoje na Grécia. Guimarães Rosa, de Cordisburgo, digo, do Sertão: “O sertão está em toda parte, o sertão está dentro da gente. Levo o sertão dentro de mim e o mundo no qual vivo é também o sertão.” “O sertão é do tamanho do mundo.”

Carlos Drummond, de Itabira. Machado de Assis, Vinicius de Moraes e Niemeyer, os três, do Rio. Pelé, de Três Corações. Dostoievski nasceu em Moscou. Michelangelo em Caprese, na Itália e, também na Itália, Leonardo da Vinci e Dante Alighieri, em Florença. Os compositores Bach, em Eisenach, Alemanha; Mozart, em Salzburg, Áustria; Beethoven, Bonn, no Reino da Prússia, hoje Alemanha. Stravinsky e Tchaikovsky, russos. Os pintores Cézanne, francês de Aix-en-Provence; Portinari, de Brodowski, estado de São Paulo; Picasso nasceu em Málaga, Espanha. Também na Espanha, Gaudí. Van Gogh, holandês.

O sertanejo nasceu “naquela serra, num ranchinho beira chão, todo cheio de buraco onde a lua faz clarão”. O gaúcho nasceu “naquelas terras onde o minuano assobia”. Raul Seixas não diz onde nasceu, pois nascera “há dez mil anos atrás”. Pablo Neruda, chileno de Santiago, passou sua infância em Temuco, que serviu de palco para a sua poesia. Elvis Presley canta: “Home is where the heart is”, não importando  onde tenhas nascido. Roberto Carlos canta “Meu Pequeno Cachoeiro”, seguindo conselho do universal Tolstoi: “Canta a tua aldeia e serás universal”.

Avaliar

Deixe uma resposta

Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics