Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Anjos ocupam espaço especial nos mausoléus. Ora com um buquê de flores na mão a eternizar a lembrança e a saudade manifestadas, no velório, com coroas de flores. Ora com a palma que simboliza vitória conquistada. Ora segurando um archote virado para baixo, símbolo da morte. Ora com uma trombeta nas mãos, a vislumbrar o anúncio do juízo final quando então, segundo a fé cristã, os mortos ressuscitarão e serão chamados a julgamento. A tocha representa ardor, fervor, eterna vigilância, perseverança.

Quatro virtudes: a fé segura uma cruz; a esperança, uma âncora; a justiça, uma espada, e a caridade segura uma criança no colo. Orante é uma escultura que representa alguém em postura de oração. Essa figura vem desde os primórdios da arte cristã, ou cristianizada, e é representada com os braços levantados ou, ainda de braços abertos ou mãos postas. As pranteadoras levam as mãos ao rosto em sinal de lamento, “pranteando sobre uma alma que pranteia” (Álvares de Azevedo). Pombo, símbolo universal de paz bem como, cristão, do Espírito Santo. Pomba e ramo de oliveira no bico simbolizam a alma na paz divina. Videira, símbolo da união entre Jesus e seus seguidores: “Eu sou a videira, vós sois os ramos”. Caveira: representa nossa condição de mortais. A frase: Sou o que serás, és o que eu sou, em latim: Sum quod eris, es quod sum, em italiano aparece também bipartida: Quello che siete noi eravamo, nós éramos aquilo que sois; Quello che siamo voi sarete: Aquilo que somos vós sereis. O Bom Pastor é representado com a ovelha nos ombros.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Maria Carmen TavaresMaria Carmen Tavares Christóvão
Mestre em Gestão da Inovação e Gestora Educacional
Diretora da Pro Innovare

***

Para compreender as especificidades que envolvem o entendimento sistêmico do significado da inovação, sabe-se que é necessário buscar aportes teóricos, conceituais e metodológicos em pesquisadores e metodologias científicas voltadas para elucidar o termo e sistematizar os processos de inovação.

Este artigo procura apresentar a importância da inovação social que vem ganhando impulso nos últimos anos, sobretudo com a crise econômica, que nos impulsiona a criar, a inovar socialmente para a busca de novas ocupações, oportunidades de renda, garantindo empregos e um crescimento sustentável.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Kellen Emídio da Silva
Advogada
Auditoria Interna da União Brasileira de Educação Católica – UBEC
***

As ações assistenciais das entidades beneficentes estão presentes no país desde 1549, quando os jesuítas adentraram no país com o objetivo de catequizar os nativos. Em 1552 foi fundada a primeira escola do país, também pelos padres jesuítas: o Colégio dos Meninos de Jesus na Ilha de São Vicente, litoral paulista. Até mesmo a difusão da cultura brasileira tem participação de organizações sociais, haja vista que a primeira gramática contendo os fundamentos da língua tupi foi redigida pelo padre José de Anchieta. Trata-se da obra “Arte de gramática da língua” mais usada na costa do Brasil, impressa em Coimbra, Portugal, em 1595.

Embora as obras assistenciais existam desde a concepção da Igreja em função da sua prerrogativa de promover o desenvolvimento da responsabilidade social, o conceito de Terceiro Setor só foi criado na segunda metade do século XX, nos Estados Unidos, um país essencialmente protestantista. O país estabeleceu uma revolução no que tange ao dever caridoso de ajudar o próximo: aliou a iniciativa individual, sua principal característica, à capacidade de associação em prol de objetivos comuns.[1] No Brasil, a partir de 1960, as comunidades de base, em comunhão com o trabalho pastoral desenvolvido pelas Igrejas, difundiram uma ideia inovadora no país: a articulação da sociedade, em prol de seus interesses, sem a interferência de partidos políticos. Assim surgiram as organizações privadas de interesse público.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics