Ronaldo Mota
Diretor Científico da Digital Pages
Membro da Academia Brasileira de Educação
***

De uma maneira ampla, o somatório dos interesses das partes não necessariamente representa um benefício ao todo, expresso aqui pela sociedade. Pelo contrário, o produto líquido de aspirações setoriais, quando não corretamente mediado entre todas as partes afetadas, pode, ocasionalmente, impactar negativamente no conjunto geral.

Ou seja, aquilo que é setorialmente defensável demanda passar por uma análise que transcenda os limites dos interesses localizados, por mais legítimos que eles sejam. Em outras palavras, saber conjugar as aspirações corporativas de categorias e setores com as possibilidades e necessidades maiores da sociedade como um todo é uma arte que, via a democracia, nos seus vários níveis, estamos sempre exercitando e aprendendo ao longo do caminho.

Leia mais »

 

Paulo Chanan
Diretor de Regulação e Procurador Institucional do Grupo Ser Educacional
Membro do Conselho de Administração da ABMES
***

A minha ligação com a ABMES nasceu no ano de 2004, quando, participando dos trabalhos para a fundação da ABRAFI, convidado pelos amigos Profs. Janguiê Diniz e Antônio Carbonari Netto, assisti a minha primeira reunião de associados no antigo auditório Victorio Lanza. Na Presidência e condução dos trabalhos estava o Prof. Gabriel Mario Rodrigues, terceiro presidente na história da Associação, um destaque no cenário da educação superior brasileira e detentor de um respeito absoluto de seus pares.

Foi através do Prof. Gabriel, mais a frente, que tomei contato com a história inicial de nossa Associação, tendo nascida como tal, pela perseverança da saudosa Profa. Vera Gissoni, que percorreu o país disseminando sua ideia e conglomerando mantenedores ao seu objetivo.

Leia mais »

 

Sólon Caldas
Diretor executivo da ABMES
***

Em agosto de 1982 começavam os primeiros capítulos de um sonho: promover o fortalecimento e a expansão da educação superior no Brasil com a criação da Associação Brasileira de Mantenedores de Ensino Superior (ABMES). Ao longo desses 38 anos, todos aqueles que fazem parte desta história se empenharam no desenvolvimento da educação brasileira, colaborando com políticas públicas, debates importantes para ampliação e democratização de acesso, em especial, dos estudantes com menor renda.

Os números são ótimas expressões para ilustrar essa trajetória. No início da década de 1980, universidades, centros universitários e faculdades particulares já representavam 70% das instituições de nível superior no país e eram responsáveis por formar 61% dos alunos, dando sinais de maturidade suficiente para expansão. O salto foi inevitável e, atualmente, 88% das instituições são particulares e cerca de 75% dos estudantes brasileiros estão matriculados nelas.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics