Janguiê Diniz
Vice-presidente da ABMES
Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
Presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo
***

Um debate constantemente em voga durante o período de quarentena é a questão da economia. Empregos ameaçados, ou mesmo perdidos, empresas paradas, incertezas de futuro. Nesse cenário, torna-se de suma importância – mais do que em outras épocas – o planejamento financeiro. Isso vale para pessoas, famílias, empreendedores, empresas e até governos. Já que não sabemos até quando a crise vai durar e quais serão seus efeitos reais, estar preparado se faz ainda mais importante.

Antes de tudo, é preciso dizer que a quarentena pode ser uma boa oportunidade, se pensarmos na ótica do planejamento financeiro. Muitas vezes, pela correria da vida, não paramos para organizar gastos e receitas, equilibrar as contas. Com a desaceleração das atividades comerciais, depois das medidas impostas por administrações municipais e estaduais, necessárias para diminuir a velocidade de disseminação do novo coronavírus, muitas pessoas se viram com a renda sensivelmente comprometida, quase que da noite para o dia. Analisando essa realidade, comprovamos a relevância do planejamento financeiro, algo não usual para o brasileiro. Agora, no entanto, todos se veem forçados a fazer esse planejamento, a fim de equalizar as contas de casa e das empresas. E é preciso fazer isso com muito cuidado e atenção.

Leia mais »

 
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“O que acontecerá com a crise do mercado de trabalho? Se, ao final do processo, ela vai enfraquecer ou fortalecer o trabalho organizado, depende de nossas escolhas e de decisões políticas que não são determinadas pelo vírus.” (Yuval Noah Harari)

Já escrevi neste espaço sobre o ambiente VUCA (acrônimo de volatility, uncertainty, complexity e ambiguity, em português volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade), em que o mundo todo está imerso.
Pois é, a crise do coronavírus veio patentear essa realidade: o planeta inteiro está vivendo nesse ambiente, pois poucas vezes na nossa história um cenário complexo como este traz tanta intranquilidade.

Mas, se é verdadeira a frase que do caos nasce a luz, estamos diante de um ponto de inflexão na humanidade. A Wikipédia define essa expressão matemática com uma analogia bem-vinda: “Pode-se comparar com a condução de um veículo ao longo de uma estrada sinuosa, sendo o ponto de inflexão aquele em que o volante é momentaneamente ‘endireitado’ quando a curva muda da esquerda para a direita ou vice-versa”.

Leia mais »

 

Celso Niskier
Diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES)
Reitor do Centro Universitário UniCarioca
***

Ao receber o convite do grupo Unis, líder do consórcio U.Experience, para falar no II Fórum Internacional, transmitido ao vivo pelo YouTube, sobre os desafios da internacionalização das instituições de educação superior brasileiras, em tempos de pandemia mundial, fiquei feliz em poder apresentar o case da ABMES.

Ao longo dos últimos três anos, as delegações internacionais da ABMES, reunindo mantenedores de todo o Brasil, puderam vivenciar diferentes realidades, desenvolver contatos e parcerias e trocar experiências com instituições da Rússia (2017), de Israel (2018) e da China (2019). No total, foram mais de 10 convênios internacionais de cooperação assinados com instituições universitárias destes países, abrindo as portas para que as IES brasileiras possam desenvolver seus programas de internacionalização.

No entanto, novos horizontes se avizinham em tempos pós-pandemia da Covid-19.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics