Print Friendly, PDF & Email

Janguiê Diniz
Vice-presidente da ABMES
Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
Presidente do Instituto Êxito

***
Empreender parece ser palavra da moda atualmente. Todo mundo quer ser empreendedor – ou se intitular como tal –, criar uma empresa ou startup, desenvolver um negócio. Muita gente acaba se sentindo “na obrigação” de também entrar nessa seara. O que se ignora é que empreender não significa necessariamente ter um negócio próprio, ser dono, inventar um produto. É possível ser empreendedor dentro da empresa onde se trabalha. É o chamado intraempreendedorismo.

O intraempreendedorismo é considerado uma modalidade do empreendedorismo. O termo foi utilizado pela primeira vez em 1985 pelo político norte-americano Gifford Pinchot e é uma versão em português da expressão “intrapreneur”, que significa “empreendedor interno”. Ou seja, intraempreendedorismo é o empreendedorismo dentro dos limites de uma corporação já em funcionamento. Ele consiste na atuação empreendedora dos colaboradores da empresa, realizada no ambiente interno da instituição, de forma criativa e inovadora, com o intuito de criar não apenas novos negócios, mas, sobretudo, outras atividades e orientações inovadoras, como o desenvolvimento de novos produtos, serviços, tecnologias, técnicas administrativas, estratégias e posturas competitivas.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“Temos um sistema que instrui e usa de forma fraudulenta a palavra educação para designar o que é apenas a transmissão de informações. É um programa que rouba a infância e a juventude das pessoas, ocupando-as com um conteúdo pesado, transmitido de maneira catedrática e inadequada. (…) Como esse monte de informações pode ser mais importante que o autoconhecimento de cada um? (…) A criança é preparada, por anos, para funcionar num sistema alienante, e não para desenvolver suas potencialidades intelectuais, amorosas, naturais e espontâneas.”
(Claudio Naranjo[1])

Hoje, mais do que nunca na história da humanidade, vivemos tempos de mudanças agitadas produzidas pelos avanços da ciência e da tecnologia que, ao mesmo tempo que sinalizam um futuro promissor e admirável, geram a pergunta que nos faz pensar: estamos preparados para nos apropriar desse futuro?

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Celso Niskier
Diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES)
Reitor do Centro Universitário UniCarioca
Publicado no Estadão, em 27 de novembro de 2019
***

A China não é só uma potência econômica, é também um país com um modelo educacional que pode contribuir muito para o desenvolvimento da nossa educação superior. O momento é oportuno, visto que o ensino superior particular brasileiro tem crescido e despertado a necessidade de ampliar a internacionalização e as parcerias com as principais instituições de educação do mundo, trocando experiências e conhecendo as melhores práticas nas áreas organizacionais, educativas e gerenciais.

Recentemente, realizamos a 3ª Delegação ABMES Internacional – China Experience, onde estivemos acompanhados por educadores de 16 instituições privadas, que juntas representam mais de 400 mil estudantes brasileiros. Na ocasião, firmamos acordos importantes e parcerias estratégicas, que criam oportunidades de promover intercâmbio cultural e acadêmico entre instituições brasileiras e chinesas.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics