Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Oscar Niemeyer trabalhou até dias antes de sua morte, em 5 de dezembro de 2012, aos 104 anos de idade. Um de seus últimos projetos, a Catedral Cristo Rei, em Belo Horizonte, ora em construção, localiza-se a quatro quilômetros do complexo administrativo do Estado, também projetado por Niemeyer.

Miguel de Cervantes tinha ultrapassado os 60 anos quando escreveu a segunda parte de Dom Quixote de la Mancha. Em 12 de outubro de 1936, Miguel de Unamuno era reitor da Universidade de Salamanca, Espanha. Acabara de ouvir o discurso do general José Millán-Astray, fundador da Legião Espanhola. Retrucou e, lá pelas tantas, enfático, Unamuno disse, do alto de seus 72 anos: O gen. Millán-Astray é um inválido de guerra. Cervantes também o era. Causa-me dó pensar que ele esteja ditando normas de psicologia de massas. Um mutilado, destituído da grandeza espiritual de um Cervantes, tendente a procurar alívio causando mutilações em torno de si.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Rafael Villas Bôas
Consultor de Marketing Associado na Atmã Educar & Editor do Blog www.marketingeducacional360.com.br
***

Os Market Places são uma provocativa e recente realidade no marketing educacional. Já são muitos com condições distintas e – claro – com entregas proporcionais. Alguns pequenos cobram menos pelos seus serviços outros maiores cobram mais pelo resultado que entregam.

Estive reunido esses dias com um executivo de um grande Market Place que me abriu algumas das novas orientações da empresa para o futuro. Me disse que a empresa fatura – cobra – 3% de fee do faturamento das instituições e quer cobrar 10% (a partir de uma cesta adjacente de serviços que vem implantando em algumas empresas).

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Liana Merladete
Relações Públicas, Mestre em Tecnologias Educacionais em Rede
Gestora do Programa de Inovação e Cultura Educacional e do Núcleo de Webcidadania da FADISMA
***

Nos meus estudos e prática profissional, eu tenho sido até insistente ao destacar que, ao meu ver, escutamos, falamos, vemos e sentimos, não como outrora, mas sobretudo devido a estarmos todos conectados, o tempo todo. Seguimos, curtimos e compartilhamos – adoramos e refutamos também – causas, pessoas, ideias e muitos mais, afinal.

Eu já disse aqui, na minha dissertação, na época do mestrado, para alunos ou clientes que não são mais só as notícias na seara da Tecnologia da Informação e da Comunicação – e também não são mais, há muito, somente os profissionais dessas áreas – que apontam o crescimento e o impacto constantes das redes sociais virtuais. Ou melhor, a revolução delas, oriunda de um enorme emaranhado que pulsa em torno da magnitude da internet, da navegabilidade, interatividade, usabilidade, funcionalidades e muito, mas muito mais, que ela propicia.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics