Destaques
Facebook
Twitter
Print Friendly, PDF & Email
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***  

“Educar é como a arte de cultivar a terra: estabelece habilidades, competências, atenções especiais, sensibilidade para aprender com o tempo, tirar lições da semente que busca germinar num meio infestado e aprender como preparar o terreno, o momento de semear, de regar… A hora de colher…  Se não ficar atento às mudanças, ao tempo da semente, pode perder tudo.” (Nildo Lage)

Alguns leitores que me acompanham semanalmente no Blog da ABMES podem até estranhar minha abordagem de hoje. Em princípio, pode parecer um paradoxo, que contraria o que tenho exposto em meus artigos sobre a obsolescência da sala de aula. Podem achar que o tema é desconexo ou até mesmo contraditório. Mas, dado o tratamento da mídia recentemente, o assunto virou “agenda”. Então precisamos falar sobre isso também, e essa é a complexidade da educação.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Janguiê Diniz*
Diretor presidente da ABMES
Mestre e Doutor em Direito

Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
***

Não faz muito tempo e o futuro era distante e intangível. Quando filmes do porte de 2001: Uma odisseia no espaço, ou o desenho animado mais futurista de todos, Os Jetsons, foram lançados, em plena década de 1960, apenas as mentes mais fora da caixa poderiam supor que, algum dia, ao menos parte daquilo pudesse se tornar real.

É fato que ainda não nos locomovemos em carros voadores, nem vivemos em cidades suspensas e tampouco existe consenso sobre a existência de vida fora da Terra. No entanto, é impossível negar a quantidade de coisas que até então eram tidas como pura ficção científica e que hoje fazem parte do nosso cotidiano.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Poucas pessoas estão preparadas para o pior, como rompimento de barragens, infortúnios similares, massacres, incêndios, inundações, desabamentos, acidentes fatais. O americano Paul Stoltz é autor do livro Adversity Quotient – Turning Obstacles into Opportunities (Quociente da Adversidade – Transformando Obstáculos em Oportunidades). Além do Q.I. (inteligência) e do Q.E. (emoção), Stoltz admite o Q.A, quociente de adversidade, que nos leva a fazer do estresse de efeito paralisante uma oportunidade de superação.

Há uma crença generalizada de invulnerabilidade. Seja individual seja coletivamente, cuidamos pouco de medidas preventivas. E o que era considerado impossível de acontecer acaba por acontecer. Temos às vezes uma visão distorcida da realidade e de nós mesmos. Comigo isso não acontece. Jamais agiria assim. Quando acontece, o chavão é outro: “Por que isso foi acontecer justamente comigo?”

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics