Print Friendly, PDF & Email
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***  

“A oportunidade de transcender os limites da imaginação com tecnologias como a IA é quase ilimitada, e o medo em torno disso é natural. Seria um grande retrocesso permitir que as forças do medo, do pessimismo e do atraso dominassem o potencial de transformação que tem o seu uso.” (Profa. Luciana Santos – Senac/SP)

Neste ano o Semesp comemora os 40 anos de sua fundação e ao mesmo tempo exibe sua maioridade realizando a 21ª edição do Fórum Nacional do Ensino Superior Particular (Fnesp). Quem diria que a ideia proposta ao Semesp e à Anup pela professora Gilda Portugal Gouveia, então chefe de gabinete do ministro Paulo Renato de Souza, para mostrar as realizações das mantenedores brasileiras, alcançaria a magnitude atual.

Foram dois dias de proveitoso mergulho sob título “Mudança de Mindset: uma nova forma de pensar a educação”, tema de muita atualidade. As apresentações e os debates realizados por renomados especialistas internacionais e nacionais mostraram as transformações que o mundo passa e a nova configuração da aprendizagem que fazem repensar a maneira de atuar das instituições educacionais.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Celso Niskier
Diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES)
Reitor do Centro Universitário UniCarioca
***

João tinha um sonho: se formar em Ciências Contábeis e, assim, conseguir um emprego formal, para que pudesse ajudar seus pais a terem uma vida melhor. Com muito esforço e boa dose de coragem, entrou em um curso preparatório para o concorrido vestibular de uma universidade particular, mantida por religiosos, em sua cidade. Conseguiu ser aprovado, o primeiro universitário de sua família, e foi contemplado com uma bolsa de estudos integral, sem a qual seu sonho não se realizaria.

Maria lutou muito para educar seus três filhos, trabalhando em dois empregos, até que pudesse vê-los formados, com muito orgulho. Já na fase madura, resolveu ela mesma estudar Pedagogia, e escolheu uma instituição filantrópica, na qual obteve a ajuda financeira necessária para poder ingressar e se manter na carreira que escolheu: a de educadora.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Dentre as obras de arte representando a nudez, desde o século V a.C., podemos mencionar Vênus de Milo, no séc. II a. C., deusa do amor e da beleza (Louvre); Davi, de Michelangelo (1501), Florença. Há quem considere o nu obsceno até na arte. No nosso quarto de casal temos um crucifixo e uma réplica da Maja Desnuda, de Francisco de Goya (Museu do Prado). Nem crianças da família nunca se mostraram escandalizadas. Ninguém.

Jesus teria sido crucificado completamente nu. Pierre Barbet, em A paixão de Cristo segundo o cirurgião, adota esse ponto de vista, pois assim era costume entre os romanos. Segundo o historiador Flávio Josefo, em tempos de rebelião, os romanos chegaram a crucificar, por dia, 500 judeus. São João, chamado Crisóstomo, boca de ouro, patriarca de Constantinopla, na sua homilia sobre a Epístola aos Colossenses, afirma que Jesus foi despojado de suas vestes, e conclui: “Agora está ungido como os atletas que vão entrar no estádio”. Como se verifica na escultura grega, atletas completamente nus.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics