Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Associa-se à mulher o conceito de beleza. Beleza que deveria ser apreciada no conjunto. Mas inventaram, para a mulher, cremes de beleza para o rosto, para o pescoço, entorno dos olhos, para os seios, braços, para as mãos e coxas. Inventaram, dando a entender cada porção mulher como uma peça isolada. E dá-lhe maquiagem. Beleza postiça.

Na realidade, a mulher tem beleza própria, feminina, única, de conjunto, independentemente de ser mulher famosa ou não. Além disso, o conceito de beleza deveria incluir estilo de vida, caráter e personalidade, e modos de ser. Uma radiografia de corpo inteiro. Há mais de 50 anos, quando fiquei noivo, enumerei, de Isa, as seguintes qualidades: o físico, o sorriso, a musicalidade, a sensibilidade, a discrição, a sensatez, a jovialidade, o charme.

Leia mais »

 

Sólon Caldas
Diretor executivo da ABMES
Publicado no Estadão, em 2 de março de 2020
***

A cada ano o setor de ensino superior particular amplia sua participação no mercado nacional, expandindo significativamente a oferta com qualidade para os brasileiros. Segundo dados do Censo da Educação Superior de 2018, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), o segmento é responsável por 93,4% da oferta de educação superior do país, considerando as modalidades presencial e Educação a Distância (EAD).

Quanto às matrículas nas instituições de educação superior (IES) particulares, tivemos no ano de 2018 um número significativo na graduação no Brasil: 70,2% em cursos presenciais (4.489.690) e 91,6% em cursos EAD (1.883.584). Isso significa dizer que, majoritariamente, a educação superior brasileira se dá no setor privado, o que representa uma gigantesca desoneração do Estado com investimentos na formação da população. Leia mais »

 

Júlio César de Castro Ferreira
Psicoterapeuta, coach, psicopedagogo e educador
Fundador e diretor da Woke Mind
***

Soft skills e competências socioemocionais são dois termos com o mesmo sentido, ambos atualmente muito presentes no meio empresarial e educacional devido à popularização da compreensão sobre sua relevância, sobretudo para o modelo social que caminhamos a partir da 4ª revolução industrial.

No meio empresarial, independentemente do segmento, cada vez mais são valorizados os profissionais com soft skills bem consolidadas, que se mostram tão relevantes, ou mais, do que as hard skills (habilidades técnicas), no contexto dos negócios. Ou seja, de nada adianta o profissional ter uma ótima qualidade técnica, se não sabe trabalhar em equipe, se relacionar com qualidade, manter sua automotivação ou utilizar a criatividade.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics