Vera Cabral
Diretora de Educação da Microsoft Brasil
***

A era digital está mudando radicalmente a nossa forma de gerenciar conhecimento, e, cada vez mais, as escolas precisam mudar para fomentar a criatividade de que os estudantes precisarão para criar valor em sua vida adulta.

O que vemos hoje é que, mesmo que alguns de nossos jovens estejam emergindo bem-sucedidos de sua formação convencional, o desemprego juvenil é mais do que o dobro do número total de adultos desempregados em muitos países – incluindo o nosso. Esta estatística exige que sejam reconsideradas as competências e experiências escolares necessárias para ajudar os alunos a participar de uma economia digital global.

Leia mais »

 

Ronaldo Mota
Diretor Científico da Digital Pages
Membro da Academia Brasileira de Educação
***

O Método Árvore de Decisão tem sido utilizado em Ciência dos Dados desde a década de 1980. No entanto, trata-se de abordagem recente no que diz respeito à sua aplicação em estudos preditivos na área da Educação.

O advento dos Algoritmos de Aprendizagem aplicados a Máquinas que Aprendem tem propiciado um novo fôlego ao método, em especial viabilizando informações significativas acerca de estratégias relevantes aos processos de ensino e de aprendizagem.

Uma das vantagens que o método propicia é dispensar hipóteses preliminares sobre os dados ou os modelos assumidos. Costuma-se afirmar que o Método Árvore de Decisão não se inicia com um modelo a priori, mas sim ele constrói um modelo a partir dos dados. Portanto, ele é relativamente fácil de interpretar e bastante intuitivo.

Leia mais »

 

Mariana Drabik Vieira
Neuropsicóloga e psicóloga educacional do Colégio Positivo
***

Como posso ensinar inteligência emocional para o meu filho? Simples, leve-o ao supermercado! Mesmo que sejam estabelecidos combinados anteriores, ao adentrarem no mundo das guloseimas você possivelmente observará o pequeno tentando burlar as regras para satisfazer suas próprias necessidades. E, possivelmente, logo após receber um “não”, a sessão de birra se inicia.

Frustrar nossas crianças com afeto e empatia é a receita perfeita para ensinarmos a como devem enfrentar o mundo, já que a capacidade de reagir e de se recuperar de situações de estresse pode ser muito útil para que o futuro adulto sobreviva ao mercado de trabalho, ao casamento ou até mesmo a uma final de Copa do Mundo.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics