Destaques
Facebook
Twitter
Print Friendly, PDF & Email
Prof. Dr. Valmor Bolan
Doutor em Sociologia, Diretor da Universidade Corporativa Anhanguera e de Relações Institucionais da Anhanguera e Reitor do UNIA
***

No próximo dia 31 de outubro, o povo brasileiro deve voltar às urnas para escolher o Presidente da República. São dois candidatos com dois projetos de Brasil, a primeira proposta claramente ideológica de esquerda, visando implantar, aos poucos, no Brasil, o socialismo, conforme explicitado no PNDH3. O segundo, com experiência administrativa mais consolidada. Não são relevantes as diferenças de caráter macroeconômico e social entre os candidatos e seus respectivos Partidos. Relevantes sim são as posições de ambos e de seus Partidos em torno da defesa da vida, sobretudo em matéria de legalização do aborto, descriminalização da droga e casamento de homossexuais.

Enquanto no primeiro turno a campanha ficou morna, com um debate que não empolgou diluído ainda com o cacarerismo de candidaturas hilárias, como a do palhaço Tiririca, eleito como uma deficiência do sistema democrático brasileiro, que urge uma reforma política para evitar excrescências; no segundo turno temos a oportunidade de melhor conhecer os dois candidatos e fazer uma escolha com mais discernimento.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email
Urias Barbosa
Especialista em Educação
Consultor associado do Grupo Hoper
***

Uma frase dita por um professor ressoa na minha cabeça: “Quem não tem tempo para estudar não tem tempo para aprender”.

Que tempo tem para estudar e consequentemente aprender o aluno do ensino superior dos cursos noturnos? Que tempo tem o aluno que trabalha o dia inteiro e chega à noite, já cansado, a uma instituição de ensino superior? Que tempo tem aqueles que após um dia de trabalho ainda necessitam se deslocar entre bairros distantes ou mesmo entre cidades para buscar uma educação superior?

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email
Maria Carmem Tavares Christóvam

Maria Carmem Tavares Christóvam

Professora Maria Carmem Tavares Christóvam

Consultora para o Ensino Superior Particular
***

Propostas de mudanças e inovação sobre o pensamento criativo no processo de aprendizagem é objeto de reflexão nesse artigo. A capacidade de criar inovação se concretiza na criação de idéias inovadoras, ações inovadoras, processos inovadores. A intensidade com que essas competências vêm sendo requeridas, desenvolvidas e celebradas nos dias de hoje é avassaladora. Tem me chegado uma consciência do momento que se vive em nossas instituições. Observo que é um período revolucionário onde todos estão fartos de reproduzir modelos pouco eficientes. Fez-se tanto até aqui, que particularmente, ninguém quer mais fazer nada que não signifique alguma coisa de novo em sua essência, capaz de romper com os modelos que traduzem uma prática pedagógica pouco original.

Informações oriundas de diversas partes do mundo se convergem para criar a mesma sintonia. Percebe-se gestores inquietos em busca de resultados por um modelo educacional que não seja estanque e estático.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics