Prof. Dr. Valmor Bolan
Doutor em Sociologia e Presidente da CONAP (Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos-Prouni)
***

A retrospectiva de 2011 mostrou um mundo globalizado em convulsão, principalmente as apreensões pela crise financeira internacional. A Europa, na verdade, não quer capitular e sofrer as perdas conquistadas com o Estado do bem-estar social. Tudo isso, certamente, faz com que muitos vejam 2012 próximo das previsões mais exóticas divulgadas há já alguns anos, indicando um período de transição de ciclos, com as turbulências típicas de tais situações. De qualquer forma, já escrevemos que não é preciso se deixar levar por especulações, mesmo tendo em vista o quadro complexo da atualidade, com as dificuldades  e desafios existentes. Podemos e devemos fazer de 2012 um ano de novas oportunidades, pois toda crise suscita renovações necessárias, e a história mostra o quanto momentos críticos foram criativos e trouxeram melhorias para a humanidade.

Nesse sentido, devemos começar 2012 sob o signo da esperança. Afinal, vivemos um momento pujante da história, em vários aspectos. A Internet, por exemplo, propicia uma riqueza de possibilidades no acesso a informações sem precedentes. É preciso saber o que fazer com tudo isso disponível, e selecionar as informações, fazer as conexões adequadas para alcançarmos um entendimento sobre o que realmente podemos fazer para o bem de todos. Mas certamente a Internet é uma ferramenta importante nesse processo, dando uma contribuição significativa para o aprimoramento da inteligência humana.

Leia mais »

 
Ryon Braga
Leia Já, publicado em 7 de janeiro de 2012
***

Frequentemente aparece na imprensa brasileira notícias, editoriais e artigos de opinião comparando o ensino superior público e privado no Brasil. Vão desde análises técnicas até discussões ideológicas apaixonadas.

Fala-se desde as “ilhas de excelência” em algumas universidades federais e estaduais e, por outro lado, da “mercantilização” da educação promovida por algumas empresas educacionais privadas com fins exclusivamente de lucro.

Leia mais »

 
Raulino Tramontin
Contato Consultoria
***

Qualquer atividade  em Educação tem seu tempo. Isto é, não acontece automaticamente, mas demora tempo para  fundar-se, implementar-se e produzir efeitos. Por isso, as medidas que são tomadas para efeitos de expansão são de efeito mais rápido, diferentemente de atividades fim, a qualidade dos serviços  que demoram a aparecer  em seus resultados. E por demorar, as críticas não perdoam considerando que o sistema não melhora em qualidade. Melhora sim, todavia não na velocidade que precisamos e queremos.

E porque disso tudo? As mudanças ocorrem com muita velocidade, o mundo virtual tomou conta e queremos tudo de forma rápida ágil e com qualidade. E isso não ocorre com o processo de formação em educação, que exige paciência, perseverança e, acima de tudo, persistência. Adotar um novo método é sempre muito cauteloso. Adotar novas práticas vem sempre com muito cuidado, pois o processo de mudança determina sofrimento, causa expectativas, ansiedades e medo. Medo dos resultados que apensar de pensados  podem não ocorrer na mesma velocidade esperada. Todavia o que é certo é que não pode a educação ficar marcando passo e não se adequar  em suas metodologias às modernas tecnologias  e a evolução do pensamento.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics