Destaques
Patrocínio
Facebook
Print Friendly, PDF & Email
Maria Elisa Ehrhardt Carbonari*
Vice-Presidente de Programas Institucionais da Anhanguera Educacional Participações S.A., Reitora do Centro Universitário Anhanguera – UNIFIAN Leme e Pirassununga/SP
***

A sustentabilidade é hoje tema mandatório para todos aqueles que fazem a gestão de setores que, em alguma medida, promovem o desenvolvimento econômico, social e ambiental. Esta realidade que se aplica as nações, também se verifica nas corporações, empresas e instituições ligadas à educação.

No ano de 2000, o mundo vivia um momento de celebração em função da virada do milênio. As metas, traçadas para promover as mudanças necessárias no combate das desigualdades sociais e para a preservação do meio ambiente, não se apresentavam tão difíceis de alcançar.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email
Gustavo Monteiro Fagundes*
Especialista em Direito Educacional e Consultor Jurídico do ILAPE e da ABMES
***

Não é novidade para quem atua junto ao setor privado da educação superior o total desapego do Ministério da Educação aos princípios fundamentais da legalidade e da hierarquia das leis, sendo a conduta dos gestores do MEC nos últimos anos pautada pelo descumprimento de inúmeras portarias por ele mesmo editadas, pelo estabelecimento de procedimentos e imposição de obrigações às instituições de ensino a partir de Notas Técnicas, atos meramente destinados ao esclarecimento das questões controversas na legislação, sem o condão de alterá-la.

Também se mostra uma constante a tentativa indisfarçada do Ministério da Educação de usurpar a competência constitucional do Poder Legislativo, utilizando-se de atos normativos secundários e terciários para estabelecer obrigações e impor limitações a direitos assegurados por leis federais e pela própria Constituição Federal, numa flagrante tentativa de fugir ao espartilho da legalidade.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email
Fredric Michael Litto*
Presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância-ABED
***

Tendo em mão os resultados laboratoriais do paciente, a Educação a Distância (EAD) brasileira, levando em consideração os possíveis efeitos colaterais inesperados da utilização simultânea de remédios variados e, também, reconhecendo o estado preocupante do paciente, prescrevo o seguinte tratamento para sua total recuperação:

  1. Que o paciente seja devolvido ao convívio do restante da sua família educacional, sem isolá-lo em termos de prescrições, observações ou exames excessivos. O bem-estar do paciente, obviamente, deriva-se do bem-estar do ambiente familiar, em qualquer que seja o local. O pleno exercício de todas as suas funções e habilidades será determinado para que o paciente deixe de ser tratado como um elemento excepcional e seja considerado como, simplesmente, mais um membro de uma família comum, grande, moderna, mas importante para a sociedade. Leia mais »
 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics