Destaques
Facebook
Twitter

    Sorry, no Tweets were found.

Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

O uso correto da vírgula [,] é difícil; já o do ponto e vírgula [;] …

Luiz Fernando Veríssimo declarou que jamais havia usado um ponto e vírgula e que esse nunca lhe fizera falta. Usá-lo é um sinal, além de pontuação, de refinamento, encantamento, glamour. Lê-se, em Mário Quintana: “Que moça culta a Maria Eduarda: ela usa ponto e vírgula”. Na verdade, é chique usar ponto e vírgula, mas, para empregá-lo corretamente, só mesmo revisitando Machado de Assis.

Costuma-se definir ponto e vírgula como sinal de pontuação que indica uma pausa mais forte que a da vírgula e menos forte que a do ponto final. Seria o mesmo que dizer, em termos musicais, que a pausa de semínima dura o dobro da de colcheia, bem como a metade da mínima. Se for possível estabelecer uma relação da pausa musical com a da entonação, a pausa de colcheia corresponderia à vírgula, a pausa de semínima ao ponto e vírgula e, finalmente, a pausa de mínima ao ponto final. Com efeito, em música, pausa é cada um dos sinais gráficos que indicam o valor, isto é, a duração dos silêncios de um trecho musical e aos quais correspondem as notas.

Os gestos do maestro, batuta na mão, acenam para esses detalhes. Aliás, por falar em música, os sinais de pontuação têm tudo a ver com a entonação a partir da escrita, assim como uma partitura indica notas e pausas correspondentes. Cada nota é representada pelo seu sinal gráfico convencional, que representa, ao mesmo tempo, a altura (dó, ré, mi, fá, sol, lá, si) e a duração de um som musical (breve, semibreve, mínima, semínima, colcheia, semicolcheia, fusa, semifusa). A cada nota corresponde um silêncio em um peça de música, sendo a pausa a notação do silêncio.

Não sendo ponto final, em enumerações, um ponto e vírgula indica que sempre cabe mais um item. Otto Maria Carpeaux escreveu ensaios; Carlos Drummond, poesias. Do ponto de vista melódico, o ponto e vírgula representa uma pausa, pois o show deve continuar.

 

Avaliar

Deixe uma resposta

Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics