Janguiê Diniz
Vice-presidente da ABMES
Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
Presidente do Instituto Êxito

***

Quem nunca teve um sonho? Aquele desejo forte, que faz o coração aquecer e o olho brilhar. Todos já tivemos ou temos – um ou vários. Sonhar é inerente à natureza humana, que está sempre em busca de desejos, mirando realizações. Além disso, sonhar faz bem para a mente e para a vida, pois é também motivação para continuar na luta diária.

É preciso sonhar um sonho e se apaixonar por ele, amando-o até sua realização. E, quando realizá-lo, sonhar outro, pois, ou você constrói o seu próprio sonho e luta para concretizá-lo, ou “fará parte da construção do sonho de alguém”. Pergunte-se sempre quanto vale o seu sonho: quando conseguir afirmar que ele não tem preço, não abrirá mão dele por nada neste mundo e lutará com todas as forças e energias para torná-lo real.

Não se pode ter medo de sonhar e de realizar um sonho. As pessoas bem-sucedidas também têm medo e aquele frio na barriga, mas jamais se deixam afetar por esses medos. Agora, é importante sonhar sonhos impossíveis, pois só o impossível é digno de ser sonhado – o possível colhe-se facilmente no solo fértil de cada dia. Nas palavras de Lewis Carrol, “a única forma de chegar ao impossível é acreditar que é possível”.

A verdade é que o impossível é dividido em várias partes possíveis. É importante se dedicar sempre às partes possíveis para conquistar o impossível. E é sempre imperativo pensar grande. Segundo Jim Collins, “quem não faz apostas grandiosas não tem resultados grandiosos”. Esses sonhos “impossíveis” são, na verdade, sonhos grandes, mas exequíveis e realizáveis, jamais sonhos delirantes. Não adianta querer dar um passo maior do que a perna, ou mirabolar demais em um projeto. A cabeça pode estar no alto, mas os pés devem continuar no chão. Quem não age assim pode acabar com grandes prejuízos – financeiros, materiais e até emocionais e psicológicos.

Sonho não faz mal, não prejudica, não tira nada de ninguém. Pelo contrário, quando esse sonho é posto em prática e se torna uma mola propulsora para o desenvolvimento pessoal, só traz benefícios. O importante é não perder a vontade de realizar mais, ser mais, crescer. Só assim se vai longe  e chega às estrelas.

Avaliar

Deixe uma resposta

Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics