Destaques
Facebook
Twitter

Posts Tagged ‘cidadania’

Gabriel Mario Rodrigues2Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

‚ÄúFam√≠lia √© determinante no ensino, mas o pa√≠s pode dar um salto se investir em criatividade e pensamento cr√≠tico‚ÄĚ. (Ricardo Paes de Barros – Economista Chefe do Instituto Ayrton Senna)

Nos √ļltimos meses, acordamos, trabalhamos, almo√ßamos e jantamos lendo, ouvindo e assistindo ao notici√°rio pol√≠tico, social e econ√īmico da realidade brasileira. H√° uma penca de problemas e o pa√≠s assiste a uma encena√ß√£o onde os atores, protagonistas e coadjuvantes, s√£o todos do mesmo figurino e n√£o se salva um. E ainda estamos apenas no come√ßo das investiga√ß√Ķes ‚Äď e n√£o me venham dizer que s√≥ a Odebrecht, a JBS, os irm√£os Batista, os senadores, os deputados e os governantes s√£o bandidos e o restante ‚Äútodos anjinhos‚ÄĚ. Leia mais »

Avaliar
Gabriel Mario Rodrigues 1Gabriel Mario Rodrigues
Presidente da ABMES e Secretário Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular
***

Precisamos formar homens fortes. O indiv√≠duo forte √© aquele que resiste que o faz exatamente como homem, palavra que precisa urgentemente voltar √† moda. O indiv√≠duo forte √© aquele que diante da iniquidade, do erro ou do vazio, se levanta, que diante do futuro √© capaz de escolher por si mesmo e que elabora a sua vis√£o de mundo, de seu pr√≥prio pa√≠s, de seu lugar, de sociedade de dele pr√≥prio como ser atuante. √Č essa a fortaleza do homem e da cidadania. (Milton Santos)[1]

Na √ļltima reuni√£o do F√≥rum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular (F√≥rum) houve unanimidade em se considerar que a crise que atinge o pa√≠s em todos os setores produtivos √© a mais grave dos √ļltimos trinta anos. Considerou-se ainda a import√Ęncia de uma manifesta√ß√£o do F√≥rum visando informar √† sociedade o pensamento de seus membros sobre o momento que o pa√≠s atravessa.

Leia mais »

Avaliar
Valmor BolanValmor Bolan
Doutor em Sociologia
Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano) da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá
***

A educa√ß√£o √© um processo constante, que come√ßa no ber√ßo, em casa, com o que primeiro recebemos em casa. Mais do que conhecimento s√£o atitudes que devemos despertar na crian√ßa, para que ela tenha consci√™ncia do dever, de responsabilidades cumpridas, de vida em sociedade, de conviv√™ncia com o outro, etc. √Č assim que a educa√ß√£o, desde o in√≠cio, deve formar pessoas para a vida, e para o exerc√≠cio da cidadania. √Č assim que evitamos o indiferentismo, que grassa por toda a parte, e que faz as pessoas se desinteressarem pela comunidade, pelo bem comum, pelas a√ß√Ķes voltadas ao bem de cada pessoa, de cada um dos que vivem pr√≥ximos de n√≥s. √Č assim que combatemos, pela educa√ß√£o, os males do individualismo. Desde cedo, a crian√ßa precisa ser educada a ter responsabilidades, a cuidar n√£o s√≥ do que √© seu, mas do que √© dos outros tamb√©m, a ter consci√™ncia do bem comum, de comunidade, para que o seu conv√≠vio social seja o melhor poss√≠vel.

A educa√ß√£o para a cidadania √©, como dissemos, um processo permanente, que come√ßa com os pais, em casa, mas que deve ser aprimorada nas institui√ß√Ķes adequadas para isso, especialmente na escola. Por isso, em atividades extra-classe, s√£o v√°lidas as iniciativas de trabalhos em grupo, com temas de interesse da comunidade, para que cada um desenvolva o sentido da colabora√ß√£o, do cuidado do pr√≥ximo, com aten√ß√£o para o que temos em nossa volta, com a disposi√ß√£o em ajudar e contribuir na busca de solu√ß√Ķes √†s in√ļmeras demandas da sociedade.

Leia mais »

Avaliar
N√ļmeros do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics