Destaques
Facebook
Twitter

    Sorry, no Tweets were found.

Posts Tagged ‘educação’

Aldo Barduco Jr.*
CEO & Líder Empreendedor da Brainworks Solutions
***

Grande parte das instituições de ensino, especialmente as IES, têm investido largamente em captação de alunos como uma ferramenta de crescimento e compensação para a evasão de discentes, talvez porque “sempre foi assim”,  existe muita competência  no assunto, e por isso, parece que funciona.  Porém, o cenário, especialmente no Brasil, tem mudado nos últimos anos e as relações candidatos/vagas nos vestibulares já não são as mesmas de antes.

Comparo essa situação como alguém que tem um balde furado e que para mantê-lo cheio coloca mais água de tempos em tempos, se concentrando em olhar o nível de água na borda do balde e aceitando os pés molhados e todo o esforço de carregar e despejar água para mantê-lo cheio.

Leia mais »

Avaliar
Valmor Bolan
Doutor em Sociologia e Presidente da Conap/MEC (Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do ProUni)
***

O Enem vem trazer para os jovens possibilidades de conseguir alguma vaga em Faculdades/Universidades que desejam (excepcionalmente serve como Certificação do Ensino Médio). Para isso, considera a pontuação no exame como critério que poderá ou não permitir o ingresso na instituição de ensino superior.

Esse sistema avaliativo adotado já há alguns anos, desde o Governo Fernando Henrique Cardoso, mesmo com algumas deficiências, reforça o conceito de que é preciso haver um acompanhamento do rendimento escolar, um monitoramento de como os estudantes estão se saindo na capacidade de absorção do conhecimento recebido. E isso, de uma certa forma, pode servir para estimular os melhores alunos a se esforçarem mais, para obterem não apenas boas notas, mas a garantia de que irão prosseguir seus estudos, na Universidade.

Leia mais »

Avaliar

Dilvo Ristoff.
Reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul.
Artigo publicado em “O Globo”.

“O acesso fácil a informação gerou a era do espanto, da instabilidade de doutores, mestres e pseudoespecialistas”
“O Twitter é uma rudimentar rede de conexão social”, disse Biz Stone, em novembro último, em Doha. Há, segundo ele, muito a fazer para tirar proveito dos 4,4 bilhões de telefones celulares e de 1 bilhão de contas de internet espalhados pelo planeta.
O criador do Twitter esteve com Sugata Mitra, o autor de “A hole in the wall” – que instalou computadores nas ruas de cidades para onde bons professores não querem ir. Queria ver o que aconteceria com as crianças! Para a sua surpresa, em três meses, sozinhas, elas aprenderam a usar o computador e, como todos nós, a exigir um processador mais veloz.
Sem qualquer ajuda, as crianças aprenderam 30% dos conteúdos de genética disponibilizados e, com o auxílio de um tutor, superaram os estudantes das melhores escolas da Índia.
Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics