Destaques
Facebook
Twitter

    Sorry, no Tweets were found.

Posts Tagged ‘Ensino Superior’

Janguiê Diniz
Diretor presidente da ABMES
Reitor da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau

Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
***

No Brasil, o sistema educacional é um dos dois únicos com verbas constitucionalmente garantidas. O Governo Federal, obrigatoriamente, tem que gastar 18% da receita líquida, pouco mais de 5% do PIB, com o setor. Já os governos estaduais e municipais precisam destinar 25% da receita, sob pena de responderem nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal. O outro sistema que tem verba obrigatória e vinculada é o da saúde, com 13,2% da receita líquida. Apesar disso, a educação brasileira passa por inúmeras crises, tanto no ensino básico (infantil, fundamental e médio) quanto no superior, e até no pós-superior.

A crise de eficiência decorre de vários problemas, sendo os mais graves a repetência e a evasão escolar, seguidos pelo analfabetismo e má qualidade de ensino e infraestrutura. Apesar de aproximadamente 95% de nossas crianças terem acesso à escola, os índices de repetência e evasão são altíssimos, os maiores da América Latina, perdendo até mesmo para países como o Paraguai e a Bolívia. Entre o sexo feminino, a taxa se aproxima de 18%, enquanto com os meninos atinge 25%. A média fica em torno de 21%. Países como a Rússia, a China e a Coreia do Sul possuem alguns dos menores índices do mundo com, respectivamente, 0,8%, 0,3% e 0,2%, sendo este o mais baixo do planeta. Leia mais »

Avaliar
Aldo Barduco Jr.*
CEO & Líder Empreendedor da Brainworks Solutions
***

Grande parte das instituições de ensino, especialmente as IES, têm investido largamente em captação de alunos como uma ferramenta de crescimento e compensação para a evasão de discentes, talvez porque “sempre foi assim”,  existe muita competência  no assunto, e por isso, parece que funciona.  Porém, o cenário, especialmente no Brasil, tem mudado nos últimos anos e as relações candidatos/vagas nos vestibulares já não são as mesmas de antes.

Comparo essa situação como alguém que tem um balde furado e que para mantê-lo cheio coloca mais água de tempos em tempos, se concentrando em olhar o nível de água na borda do balde e aceitando os pés molhados e todo o esforço de carregar e despejar água para mantê-lo cheio.

Leia mais »

Avaliar
Édson Franco*
Advogado, jornalista e professor universitário
Diretor-Geral da Faculdade de Estudos Avançado do Pará
Membro do Conselho da Presidência da ABMES
***

Os alunos precisam ver a realidade

Sei que muitos mantenedores têm dificuldades de interagir com o ambiente comunitário das pequenas e médias instituições de ensino superior (PMIES). Alguns sentem medo dessa interação imaginando que a comunidade circundante das escolas só sabe ver os mantenedores como gente que só pensa em cifrões, em lucro fácil. Esse temor já vai longe, especialmente se os mantenedores não forem realmente educadores.

Uma sugestão que desejo dar e que vivi por largo tempo foi a de realizar, na instituição que eu dirigia e era mantenedor, os chamados “Ciclos de Debates Empresariais”. Preciso corrigir: esses Ciclos não eram realizados na instituição e sim nas empresas. Tinham a duração de uma semana, com cinco visitas, e aconteciam antes do horário do almoço, de modo que os alunos e os coordenadores do trabalho pudessem “almoçar de graça” ao cabo da visita. O que se exigia é que os estudantes  – cerca de trinta a quarenta dos últimos semestres – fossem recebidos pelos próprios “donos” ou dirigentes: em suma, pelos chefões.  Além disso, estes deveriam proferir uma breve palestra, relatando o caminho percorrido pela empresa e o sucesso alcançado.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics