Destaques
Patrocínio
Facebook

Posts Tagged ‘Mais médicos’

Antonio Carbonari Netto2

Antonio Carbonari Netto
Vice-presidente do Conselho de Administração da ABMES
Membro do Conselho Nacional da Educação (CNE)
Correio Braziliense, publicado em 29 de novembro de 2016
***

O Programa Mais Médicos foi implantado devido à precariedade do atendimento ambulatorial prestado pelos governos municipais, estaduais e federal, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Apesar da falta de clínicos e especialistas para assistir a população carente em muitas regiões do Brasil, houve um grande esforço de resistência do poder público à ampliação de vagas nos cursos de medicina, com o apoio indireto do Conselho Federal, dos regionais, associações e sindicatos da categoria. O posicionamento dessas entidades, movido pela proteção corporativa, é claro, e não em defesa da qualidade acadêmica, provocou imensa restrição do acesso às faculdades. Ora, defender excelência com vagas escassas e para poucos é fácil demais; o difícil é manter um alto padrão simultaneamente ao aumento da oferta e, portanto, do número de profissionais formados.

O arrocho no acesso aos cursos é de responsabilidade de quem? Dessas corporações? Das autoridades desses governos, que se amedrontaram com a pretensa falta de qualidade? Está muito claro hoje de quem são essas responsabilidades, pois há mais de 20 anos as entidades da categoria defendem “poucas vagas e mais excelência”. Pergunta-se: é justo que o povo arque com os ônus do mau atendimento? Esqueceram-se de que o País cresceu e se modernizou, mas pouco se desenvolveu! A população aumentou bastante e se multiplicaram os necessitados por melhor atendimento na saúde. O que os responsáveis fizeram? Sempre apoiaram medidas e ações restritivas à expansão de vagas nas faculdades já existentes, chegando a sugerir, como de fato conseguiram, barrar a criação de novas escolas.

Leia mais »

Avaliar

wanda_camargoWanda Camargo
Educadora e assessora da presidência das Faculdades Integradas do Brasil – UniBrasil
***

O processo acelerado da evolução tecnológica de todas as áreas da engenharia e a expansão de novas atividades dessa profissão no país surpreenderam grande parte de um setor que operava segundo paradigmas sedimentados e conservadores. Mesmo a construção civil, segmento afeito a técnicas quase artesanais, sofreu verdadeira revolução, incorporando métodos industriais de ponta.

A atividade é versátil e a formação oferecida pelas várias instituições de ensino, públicas e privadas, tem sido considerada de qualidade. Porém todas as divisões da engenharia demandam especialização, conhecimento dedicado e a visão técnica de conjunto – e muitos dos formandos das faculdades trazem as condições básicas para desenvolver essas habilidades, mas é necessária a realização de cursos de aprofundamento, estágios e treinamento que amplie e desenvolva isso.
Leia mais »

Avaliar
Paulo CardimPaulo Cardim
Reitor da Belas Artes e Diretor-Presidente da Febasp
Membro do Conselho da Presidência da ABMES
Blog da Reitoria, publicado em 10 de março de 2014
***

Ensinar exige rigorosidade metódica” (Paulo Freire)
Avaliar também” (Paulo Cardim)

Na semana anterior ao carnaval, houve dois eventos, em Brasília, sobre os cursos de medicina, como consequência do Programa Mais Médico, instituído pela Lei nº 12.871, de 22 de outubro de 2013, por conversão da Medida Provisória nº 621/2013. Essa lei determinou que o Conselho Nacional de Educação (CNE) aprove, no prazo máximo de 180 dias, as novas diretrizes curriculares nacionais (DCN) para os cursos de medicina. Esse prazo termina no próximo dia 21 de abril.

No dia 26 findo, a Câmara de Educação Superior do CNE promoveu uma audiência pública, para ouvir representantes de instituições de educação superior e de estudantes a respeito do projeto de resolução que fixa as novas diretrizes curriculares nacionais para os cursos de graduação em medicina. No dia seguinte, 27, foi a vez de a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do Ministério da Educação prestar informações a representantes das entidades ligadas à educação superior sobre os editais a serem lançados para a autorização dos novos cursos de graduação em medicina.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics