Destaques
Patrocínio
Facebook

Posts Tagged ‘ProUni’

Antonio Carbonari Netto2

Antonio Carbonari Netto*
O Nortão, publicado em 03 de março de 2016
***

Embora o Enem destine-se à avaliação do Ensino Médio, os seus resultados em 2015, com 53 mil alunos zerando na redação e queda da nota em três das quatro áreas do conhecimento, implicam importante lição para as universidades. Afinal, elas herdam anualmente um problema crônico do ensino brasileiro, que é a má qualidade da escola pública e o melhor nível das particulares nos ciclos da Educação Básica, gerando uma distorção: majoritariamente, os que podem pagar colégios privados ingressam nas instituições públicas de Ensino Superior; os remanescentes das redes públicas vão para as particulares, normalmente tendo de trabalhar de dia para custear as anuidades, estudando à noite.

Foi essa realidade distorcida que me levou a repensar o modelo da universidade privada no Brasil e propor em termos práticos a sua transformação, ministrando Ensino Superior de qualidade, com foco preciso na formação de profissionais e pessoas capazes de desempenhar múltiplas ocupações no mercado de trabalho, a um preço que numerosas famílias e jovens brasileiros podem pagar. Ou seja: faculdade boa e barata e, portanto, realmente transformadora das vidas dos estudantes. Inclusive, em muitas situações, ministrando conteúdo, no período inicial, que contribui para o resgate do conhecimento básico perdido ou mal assimilado no Ensino Médio.

Leia mais »

Avaliar

wanda_camargoWanda Camargo
Educadora e assessora da presidência do Complexo de Ensino Superior do Brasil – UniBrasil
***

O IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, fundação pública brasileira que realiza censos e organiza as informações coletadas, suprindo órgãos não apenas federais, mas também estaduais, municipais, instituições privadas e público em geral, em sua mais recente divulgação demonstra que o número de municípios com instituições de ensino superior dobrou em pouco menos de quinze anos no país, e que tal crescimento se deve, na sua esmagadora maioria, à instalação de escolas privadas, responsáveis pela quase totalidade da passagem de 32,9% em 2004 para 58,5% em 2014 do número de estudantes entre 18 e 24 anos realizando curso superior, segundo dados contidos na Síntese de Indicadores Sociais.

Tal crescimento, fortemente impulsionado pelo ProUni (Programa Universidade para Todos) e FIES (Fundo de Financiamento Estudantil), ambos mantidos pelo governo federal, terá este novo ano uma série de desafios, pois ambos enfrentaram dificuldades em 2015, tendo sido descontinuados por alguns períodos, ou reduzidos significativamente.

Leia mais »

Avaliar

Antonio Carbonari Netto2Antonio Carbonari Netto
Vice-presidente do Semesp (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Ensino Superior do Estado de São Paulo)
Uol Notícias, publicado em 2 de agosto de 2015
***

Os anúncios da abertura das inscrições para o segundo semestre de 2015, em 3 de agosto, e a liberação de R$ 5,17 bilhões para o FIES (Programa de Financiamento Estudantil), por meio da Medida Provisória 686, editada em 30 de julho, foram um alívio para milhares de alunos. As dúvidas que permearam o programa preocuparam os interessados e a comunidade acadêmica, pois a demanda, no início do ano, era de 500 mil pedidos, ante a disponibilidade de 250 mil vagas.

Ou seja, metade dos jovens pleiteantes ficou sem meios de pagar e/ou matricular-se nas faculdades. Isso depois de autoridades do Ministério da Educação incentivarem as instituições de ensino superior a encherem seus quadros discentes com alunos do Fies, promovendo um grande incentivo à adesão ao programa.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics