Destaques
Facebook

Posts Tagged ‘Provão’

Robert-Evan-VerhineRobert Verhine
Pró-Reitor de Ensino de Pós-Graduação da Universidade Federal da Bahia
Ex-Presidente da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior – CONAES
***

Estamos comemorando os 10 anos do SINAES. Como se sabe, o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior foi instituído pela Lei 10.861, de 14 de abril de 2004, tendo como finalidades a melhoria da qualidade da educação superior, a orientação da expansão da sua oferta, o aumento permanente da sua eficácia institucional, acadêmica e social, e, ainda, a promoção do aprofundamento dos compromissos e responsabilidades das instituições de educação superior. Baseado em um relatório bem fundamentado, produzido por uma comissão composta de especialistas renomados na área, o SINAES aproveitou aspectos de uma experiência nacional já construída, mas, ao mesmo tempo, foi muito além das iniciativas que o antecederam, tais como o PAIUB e o ENC (Provão), pois prometeu articular avaliação educativa, de natureza formativa, com os processos de regulação (supervisão e fiscalização) exercidos pelo Estado, de forma a respeitar uma série de princípios largamente aceitos, tais como o respeito à identidade e à diversidade institucional, dentre muitos. Embora três componentes distintos fossem focalizados (a avaliação institucional, a avaliação de cursos e a avaliação do desempenho estudantil), o elemento central seria a autoavaliação da instituição, visando promover, através de processos participativos, uma análise global e integrada das dimensões, estruturas, finalidades, atividades, relações e responsabilidades sociais das instituições de educação superior e de seus cursos de graduação.

Leia mais »

Avaliar
Carlos Augusto Burza
Advogado Consultor Educacional
***

Com relação à matéria intitulada – “Enade não diz se curso é bom, só se é melhor ou pior que outro; entenda”, datada de 10/10/2.013”, sabemos que o Enade possui questões iguais para todo o país, independentemente do fato de que cada região apresente condições e características diferenciadas quanto às suas necessidades específicas de profissionais de formação superior. Em face disso, cada instituição de ensino tem por obrigação buscar a satisfação das demandas locais, proporcionando ênfases diferenciadas em seus currículos, bem como em seus conteúdos programáticos.

Independentemente dessas características regionais, uma instituição séria avalia seu aluno, de tal forma a inserir no mercado apenas aqueles que efetivamente possuem condições de exercerem suas profissões de forma adequada. Como consequência, e levando-se em consideração as regulamentações acadêmicas internas específicas, teremos, com certeza, índices de reprovação, especialmente no último ano de um curso superior, diferentes de uma instituição para outra, causando grandes distorções nas notas Enade, além daquelas já mencionadas relativas às diferenças regionais existentes. Uma instituição de ensino que, por exemplo, reprova 30% (trinta por cento) dos alunos que cursam o último ano e que prestarão o Enade, terá sua nota média prejudicada em função desses alunos reprovados, em relação à outra com menor percentual de reprovação.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior

Quer contribuir para o blog da ABMES?

Envie seu artigo para o e-mail comunicacao@abmes.org.br com nome completo, cargo e foto e aguarde nosso contato!

Categorias
Autores
Arquivos