Destaques
Facebook
Twitter

Posts Tagged ‘redes sociais’

Antonio GreffAntonio Greff de Freitas
Professor de História do Colégio Positivo
***

O busto de Edward Snowden foi colocado em um parque na cidade de Nova York. Evidentemente, a efígie tinha o objetivo de comparar o ex-analista da NSA, que revelou como a agência de segurança nacional americana usa internet para a coleta de dados privados de cidadãos ao redor do mundo, a um herói.

Tal qual os bustos da Roma antiga, seus defensores buscaram fazer uma homenagem, que durou pouco, pois horas depois a pol√≠cia americana j√° havia retirado a representa√ß√£o inerte de Snowden. Mas o que define um her√≥i ou algu√©m que deve ser homenageado? A internet √© realmente democr√°tica ou na verdade tamb√©m sofre influ√™ncias de grandes corpora√ß√Ķes, como o Google, Facebook, Microsoft ou o pr√≥prio governo americano?

Leia mais »

Avaliar

Andre TellesAndré Telles
Publicitário, professor, escritor e especialista nos temas Inovação, Marketing e Empreendedorismo de Impacto
***

Antes:

A qualidade da comunicação está intimamente ligada ao entendimento das referências corretas, mas referências de quem? O entendimento das referências do receptor da mensagem para que se entregue mensagens com pertencimento e sem ruídos.

Então, todos os envolvidos num processo de comunicação devem possuir referências multiculturais e amplas. Isso faz toda a diferença! Boas referências são a matéria-prima para insights. Pesquisas, análises do comportamento do consumidor, métricas bem formuladas e processos de análise de tendências (cool hunting) são alguns dos métodos para se entender as referências do receptor das mensagens de comunicação.

Leia mais »

Avaliar

Renan Hannouche TorresRenan Hannouche Torres
CEO e Co-Fundador na Livedu
Engenheiro da Computação pela UFPE
***

‚ÄúCriatividade √© a intelig√™ncia se divertindo.‚ÄĚ Albert Einstein

J√° sabemos que as redes sociais sabem tudo sobre n√≥s, sabemos que os mecanismos de busca tamb√©m sabem, bem como as lojas virtuais, inclusive especificadamente sobre as lojas virtuais, temos um caso ocorrido em 2012 nos Estados Unidos, onde a gigante varejista Target foi v√≠tima de reclama√ß√Ķes do pai de uma menina ainda menor de idade e no colegial indicando que a rede varejista estava incentivando a sua filha a ter filhos, pois a mesma estava recebendo cupons promocionais com produtos para beb√™s, reclama√ß√£o plaus√≠vel se o pai da menina n√£o tivesse descoberto, ironicamente ap√≥s a pr√≥pria Target, que a sua filha j√° estava gr√°vida. Isso s√≥ foi poss√≠vel pois as lojas virtuais utilizam de forma inteligente os dados gerados por seus usu√°rios para potencializar o consumo. Mas o que as escolas fazem com os in√ļmeros dados gerados diariamente? O que elas sabem de maneira espec√≠fica sobre seus docentes e discentes al√©m de notas?

√Č fato que a maneira que nossos bisav√≥s estudaram √© quase a mesma que n√≥s estudamos, mas n√£o pode ser a mesma que os nossos filhos ir√£o estudar. Quando nos deparamos com salas de aulas lotadas de alunos com um professor seguindo de maneira quase que em sua totalidade linear com o assunto, estamos presumindo que todos os presentes aprendem da mesma maneira, no mesmo ritmo todos aqueles conte√ļdos. Mas ser√° que nos dias de hoje isso realmente faz sentido? Eu acredito que n√£o e cada vez mais imerso no mundo educacional e com a minha intensa obsess√£o por Smart Data acredito que a Educa√ß√£o precisa mais do que apenas uma evolu√ß√£o, ela precisa de uma revolu√ß√£o! E nesta revolu√ß√£o a tecnologia entra junto aos educadores para entenderem melhor o caminho pelo qual cada um aprende de forma mais eficaz, duradoura e principalmente voltada para os objetivos pessoais que cada aluno almeja ao estudar. Objetivos esses que pairam sobre o aprendizado, melhoria do conhecimento, mas na realidade, est√£o muito ligados a um bom futuro, a realiza√ß√£o no trabalho, a constru√ß√£o de um patrim√īnio, de uma fam√≠lia.

Leia mais »

Avaliar
N√ļmeros do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics