Destaques
Facebook
Twitter

Posts Tagged ‘Whatsapp’

Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***  

Intelig√™ncia artificial (por vezes mencionada pela sigla em portugu√™s IA ou pela sigla em ingl√™s AI – artificial intelligence) √© a intelig√™ncia similar √† humana exibida por mecanismos ou software. Tamb√©m √© um campo de estudo acad√™mico. Os principais pesquisadores e livros did√°ticos definem o campo como “o estudo e projeto de agentes inteligentes”, onde um agente inteligente √© um sistema que percebe seu ambiente e toma atitudes que maximizam suas chances de sucesso. (Wikipedia)

Estava de plano dar sequ√™ncia ao meu artigo anterior, publicado no Blog da ABMES ‚Äď ‚ÄúO que acontecer√° quando as m√°quinas fizerem tudo?‚ÄĚ ‚Äď quando recebo um v√≠deo do pastor e coaching Carlos Maia descrevendo as incr√≠veis transforma√ß√Ķes dos √ļltimos dez anos: a Netflix acabou com as locadoras; o Spotify, com as gravadoras; o Google, com as enciclop√©dias; o WhatsApp, com os operadores de telefonia; o Uber, com os taxistas; o Booking e a Trivago, complicando a vida das ag√™ncias de turimo, e muitas outras que voc√™s podem ver no v√≠deo. Tudo devido √† engenhosidade da intelig√™ncia humana, agora exponencialmente apoiada pela Intelig√™ncia Artificial (IA) e pelo interc√Ęmbio de ideias globais. Leia mais »

Avaliar
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***  

‚ÄúDaqui a trinta anos os grandes campi universit√°rios ser√£o rel√≠quias. As universidades n√£o v√£o sobreviver. Trata-se de uma mudan√ßa t√£o importante quanto a introdu√ß√£o do livro impresso‚ÄĚ (Peter Drucker)

No mundo do p√≥s-tudo, Peter Drucker, educador e ‚Äúpai‚ÄĚ da administra√ß√£o moderna, alertava para a era da p√≥s-educa√ß√£o que j√° come√ßava a delinear-se h√° algum tempo, colocando em xeque o modelo educacional e institucional que tem se mantido quase inalterado nos √ļltimos 200 anos.

Tenho dito com certa insist√™ncia em meus artigos que nossos jovens est√£o estudando para neg√≥cios que n√£o existir√£o mais nos pr√≥ximos anos. Recebi dias desses, pelo WhatsApp, uma radiografa das novidades e a celeridade com que elas atropelam as velhas estruturas. Sintetizo o conte√ļdo: o Spotify faliu as gravadoras; a Netflix, as locadoras; a Google, a Listel, as P√°ginas Amarelas e as enciclop√©dias; a OLX, os classificados; o smartphone, as revela√ß√Ķes fotogr√°ficas.

Leia mais »

Avaliar
Janne Kaunert e Hegle Zalewska
Especialistas em Direito Digital 
***

Com o dom√≠nio da internet como meio de comunica√ß√£o e publica√ß√£o de pensamentos, surge a preocupa√ß√£o com os conte√ļdos disponibilizados na rede. Ao contr√°rio do que muito se pensa, todos os atos praticados por meio da tecnologia trazem as mesmas responsabilidades dos atos praticados fora da internet, e no caso da rede, os efeitos s√£o potencializados pela maior rapidez e dimens√£o da dissemina√ß√£o dos conte√ļdos.

A quantidade de textos e mensagens falsas alastradas de forma mundial tem preocupado cada vez mais as organiza√ß√Ķes, poder p√ļblico e os representantes da sociedade civil em geral. Uma pesquisa realizada pelo ‚ÄúMonitor do debate p√ļblico no Meio Digital‚ÄĚ, da Universidade de S√£o Paulo, aponta que os grupos de fam√≠lia no WhatsApp s√£o os principais vetores de divulga√ß√£o de not√≠cias falsas da atualidade.

Leia mais »

Avaliar
N√ļmeros do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics