Destaques
Facebook

Vera Cabral
Diretora de Educação da Microsoft Brasil
***

Nos últimos meses, a maneira como ensinamos e aprendemos foi virada de cabeça para baixo. Muitos professores têm incorporado novas ferramentas em suas aulas, muitas vezes pela primeira vez. E os estudantes estão experienciando novos métodos de aprendizagem, muitos dos quais terão um impacto importante e duradouro. Com essa transição, tornou-se claro que, dado o necessário distanciamento social imposto pela pandemia, é mais importante do que nunca ajudar nossos educadores a encontrarem formas de se conectar com seus alunos e mantê-los engajados, motivados e seguros no mundo digital.

Muitos sinais apontam para o uso contínuo de ferramentas digitais para aprendizagem remota e híbrida no próximo semestre letivo, e potencialmente além disso. Nós perguntamos a quase 500 membros da Comunidade de Educadores Microsoft, representando professores e gestores educacionais de todo o mundo, o que eles aprenderam, até agora, do ensino remoto. Descobrimos que 61% esperam começar o próximo semestre letivo num ambiente de aprendizagem híbrida – um misto de ensino remoto e presencial – e 87% disseram que esperam usar tecnologia mais do que antes, quando retornarem ao ensino presencial, em sala de aula.

Para educadores, o planejamento tradicional de aulas nem sempre se traduz para o digital – e, em muitos casos, professores estão descobrindo que não conseguem recriar o dia normal da escola apenas com sessões online ao vivo. De acordo com a pesquisa feita com nossa Comunidade, mais da metade apontou para “manter os estudantes engajados digitalmente” e “participação dos estudantes” como os principais desafios enfrentados.

Novos formatos de ensino remoto exigem novas formas de pensar para criar conteúdo envolvente e inclusivo. Enquanto estudantes, professores, gestores e famílias se preparam para o próximo semestre de trabalho remoto e (quem sabe) híbrido, nós na Microsoft queremos ampará-los da melhor maneira possível. Por isso estamos lançando algumas novas e importantes possibilidades para o Microsoft Teams, nosso hub central de ferramentas digitais para a aprendizagem remota.

  • Para educadores, ver todos os rostos de seus alunos ao mesmo tempo faz uma grande diferença no engajamento estudantil, além de facilitar a conexão social e emocional. É por isso que estamos expandindo a grade de visualização de vídeos no Teams para 7×7, permitindo acomodar até 49 participantes de cada vez numa mesma tela. Esse recurso já está disponível como prévia e poderá ser utilizado de maneira geral a partir do último trimestre de 2020. Educadores também poderão criar salas menores para que seus alunos possam se encontrar e colaborar em pequenos grupos., voltando automaticamente para o grupo maior.
  • Educadores também precisam de mais opções para garantir que todo estudante possa participar e que todas as vozes sejam ouvidas. No Teams para Educação, os alunos já podem usar o recurso de “levantar a mão” durante reuniões da sala. Os professores também podem ver Listas de Presença e Insights da Classe, assim como um relatório inteligente, com análise de dados, que mostra como os estudantes se engajam com a turma, incluindo tarefas entregues, métricas de atividades e notas, também com uma nova visão por tendências a ser liberada no próximo trimestre.
  • Para educadores, é crítico manter a segurança dos estudantes e o controle sobre a experiência em sala de aula. Por isso, estamos adicionando novas opções de reunião do Teams que evitam que estudantes iniciem reuniões sem supervisão, permitem que os professores determinem quem pode apresentar numa reunião e dão a eles a habilidade de criar um Lobby de Reunião para garantir que só determinados estudantes podem ingressar numa sala – em acréscimo à abordagem da Microsoft de privacidade e segurança, a qual está em conformidade com mais de 90 regulamentações legais e de mercado ao redor do mundo.

Ao refletirmos, nos últimos meses, sobre os esforços inspiradores de professores, gestores educacionais e familiares para se manterem conectados e apoiarem seus alunos, confirmamos que  a conexão entre estudantes e professores é o coração de uma educação de qualidade – e tal conexão e engajamento devem persistir, independente de nossas configurações físicas. Um novo paradigma educacional se instalou e trouxe consigo o potencial para uma aprendizagem fluida e centrada nos estudantes, sem limitações de tempo ou espaço.

E, no que se refere a tendências, cabe ainda mencionar a importante discussão sobre o impacto da COVID-19 e o futuro da educação superior no mundo, liderada pelo nosso vice-presidente global para Educação, Anthony Salcito,  no Summit Virtual de Transformação Educacional da Microsoft. A gravação deste evento está disponível e, apesar de ainda não estarem disponíveis as legendas em português, recomendo a todos os falantes de inglês que assistam ao vídeo.

Nós, da Microsoft Educação, somos inspirados por todas as pessoas incríveis que estão engajadas na aprendizagem remota e se planejando para o que está por vir, por mais incerto que isso possa ser. Reconhecemos e celebramos todos vocês como heróis, e estamos comprometidos a aprender a partir de suas conquistas e criar tecnologia que atenda às suas necessidades. Visite nosso portal de aprendizagem remota para saber mais sobre como a Microsoft pode apoiá-lo nessa jornada.

 

Avaliar

Deixe uma resposta

Números do Ensino Superior

Quer contribuir para o blog da ABMES?

Envie seu artigo para o e-mail comunicacao@abmes.org.br com nome completo, cargo e foto e aguarde nosso contato!

Categorias
Autores
Arquivos