Destaques
Patrocínio
Facebook
Julio Cesar Castro FerreiraJúlio César de Castro Ferreira
Especialista em comunicação digital www.produtoranebadon.com.br
***

Na primeira parte deste artigo (leia aqui), foram apresentadas as diretrizes para ações de e-mail marketing, livres de serem classificadas como SPAM, especialmente nas campanhas de mala direta comercial.

Nesta segunda parte o objetivo é apresentar várias técnicas de e-mail marketing, cuja utilização é muito importante para se estabelecer comunicações eficazes com o público externo e interno, além de fundamental na composição das estratégias do marketing digital.

Normalmente existe um entendimento de que e-mail marketing é a conhecida mala direta eletrônica, porém, o e-mail marketing vai muito além disso, e a sua correta utilização pode trazer bons resultados no engajamento com o público e organização do fluxo de informações.

Vou apresentar a seguir, algumas utilizações básicas para e-mail marketing:

1) Emails automáticos de rotina:

Trata-se de e-mails informativos ou de orientação que funcionam automaticamente. Essa categoria de e-mail marketing é extremamente interessante, por que, além de passar mais confiabilidade para o seu público, pode facilitar muito a comunicação e organização, esclarecendo antecipadamente dúvidas por parte do usuário, minimizando esforço de colaboradores e falhas humanas.

Alguns exemplos:

  • Quando o usuário realiza uma compra ou cadastro em um site, recebe automaticamente um email automático confirmando a sua ação e apresentando informações ou orientações adicionais relacionadas;
  • Mensagens de aniversário e outras datas comemorativas;
  • Mensagens automáticas que lembram o usuário sobre rotinas e atividades em andamento, como: Quando está há muito tempo sem acessar o seu perfil; quando estão vencendo os prazos de uma atividade online; avisos de vencimento e muitos outros.

2) E-mail de suporte ao cliente:

O mais conhecido nos sites é o “Fale conosco”, que apesar de ser utilizado de maneiras variadas pelas empresas, o seu conceito básico é dar suporte para clientes /visitantes do site, esclarecendo dúvidas, prestando orientações relacionadas à instituição e atendimento direto ao cliente.

É importante destacar que uma grande parte dos usuários prefere ser atendidos via e-mail, e por isso, torna-se muito importante disponibilizar um suporte que funcione bem neste canal de comunicação. Pois, se bem organizado, pode fluir de maneira prática e rápida, colaborando muito para o alto nível de satisfação do cliente.

Alguns exemplos:

  • Dúvidas sobre os cursos;
  • Solicitação de segunda via de boleto, ou outro procedimento administrativo;
  • Agendamento de atividades relacionadas.

3) Newsletter:

A newsletter é uma excelente técnica de e-mail marketing que contribui de forma relevante para a presença digital da instituição, para fidelização e engajamento dos seus clientes ou público alvo. A diretriz principal de uma newsletter é levar informações verdadeiramente úteis ou interessantes para o cliente, ou para quem se cadastrou para recebê-la. Um ponto importante de se destacar é que a Newsletter deve ser utilizada exclusivamente para informações e conteúdos, e em hipótese alguma deve ser utilizada para campanhas publicitárias. Pois, do contrário, pode surtir um efeito pouco interessante.

Exemplos de conteúdos:

  • Boletins;
  • Notícias;
  • Informativos relacionados à marca ou ao setor;
  • Artigos relacionados à marca e ao setor.

4) Mala direta eletrônica:

A mala direta eletrônica visa objetivamente à conversão de resultados, ou seja, vendas de produtos / serviços. A base de dados de uma mala direta alinhada com os códigos Anti-SPAM deve ser formada por endereços eletrônicos informados pelo próprio usuário, como por exemplo:

  • Cadastros realizados espontaneamente no site ou perfis nas redes sociais
  • Clientes cadastrados no ato da compra de produtos ou serviços
  • Participantes de eventos onde informam seu endereço eletrônico

Normalmente as malas diretas seguem uma periodicidade de envio, assim como as newsletters, porém também podem ser usadas em campanhas específicas, como no período do processo seletivo das instituições.

Se for utilizada corretamente, a mala direta eletrônica pode se tornar uma poderosa ferramenta de conversão, que requer baixo investimento e pouco esforço para execução. Porém, se não forem respeitadas as políticas Anti-SPAM, existe uma grande chance do “tiro sair pela culatra”, como já apresentado na primeira parte deste artigo.

Mensuração das campanhas:

Outra grande vantagem das ações que envolvem o e-mail marketing é a possibilidade de mensurar tudo em tempo real. Ou seja: mensagens entregues, visualização das mensagens, cliques de interação, engajamento do público e muitas outras informações podem ser transformadas em relatórios que proporcionam uma visão clara do andamento da campanha, e uma mudança na estratégia se for necessário.

Conclusão:

O objetivo principal deste artigo, dividido em duas partes, é dar entendimento básico sobre a aplicação do e-mail marketing, aos gestores e responsáveis pela comunicação das instituições. Para que, dessa maneira, seja possível uma avaliação de como esta ferramenta do marketing digital vem sendo aplicada, e ainda, se a sua utilização pode ser otimizada ou corrigida.

Na era da comunicação e do conhecimento que estamos vivenciando, é fundamental que todas as ferramentas disponíveis sejam utilizadas para facilitar a interação, o engajamento e a fidelização dos públicos que a instituição se relaciona. E neste sentido, o e-mail marketing é uma poderosa técnica, que gera resultados palpáveis dentro dessas metas, e para a construção de uma reputação positiva, especialmente nos ambientes digitais.

Avaliar

Deixe uma resposta

Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics